Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified
Russian Portuguese English French
German Spain Italian Dutch
sábado, 30 de dezembro de 2017

PostHeaderIcon Ford Maverick marcou época e não perdeu o carisma




O Ford Maverick é um daqueles raros modelos que se tornaram clássicos e, apesar da vida curta de apenas 7 anos no Brasil, continua a ser cultuado por inúmeros fãs tanto pelo design arrojado como pelo seu carisma. Por isso, merece ser relembrado neste #TBT – “Throwback Thursday”. 





Lançado nos EUA em 1969 com motor dianteiro e tração traseira, o cupê de estilo invocado e equipado chegou ao Brasil em 1973 e se tornou uma lenda, num mercado carente de modelos esportivos. Escolhido para completar a linha da Ford no Brasil, ocupando o lugar entre o compacto Corcel e o topo de linha Galaxie, o modelo inicialmente foi equipado com motor 3.0 de seis cilindros e 112 cv. Já no ano de estreia, o Maverick mostrou sua força no “Raid da Integração Nacional”, que rodou 17.000 km em apenas 24 dias, de Chuí até Brasília. O objetivo do projeto era interligar todas as capitais da época, percorrendo centenas de cidades do Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste do Brasil. Hoje é difícil imaginar as dificuldades enfrentadas no caminho, principalmente nas estradas de terra de regiões como o Pantanal e a Floresta Amazônica. Mais tarde, o Maverick ganhou a versão GT com motor V8 5.0 de 197 cv, reforçando a sua imagem esportiva. Essa característica fez com que o carro se destacasse também no cinema, como no filme nacional “O Vigilante Rodoviário”, de 1978. Com a crise do petróleo, a economia de combustível virou prioridade em relação à potência e a linha introduziu o motor 2.3 com comando de válvulas no cabeçote e 99 cv. Por sua robustez e aerodinâmica, o Maverick também foi muito usado em competições esportivas com preparação especial. Até o fim da sua produção no País, em 1979, a linha vendeu 108.106 unidades e continua a despertar emoções nos apreciadores de grandes carros.

0 comentários:

Postar um comentário