Quero Passagem

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

PostHeaderIcon Air India sedia a primeira reunião do conselho executivo da Star Alliance na Índia

A Air India foi a anfitriã da primeira reunião do Conselho Diretor Executivo da Star Alliance (CEB) realizada na Índia. Este encontro ratifica a parceria entre a companhia aérea e a mais antiga e abrangente aliança de empresas aéreas do mundo, firmada em julho deste ano. Em declaração aos meios de comunicação locais e estrangeiros em Nova Delhi no último dia 17, Rohit Nandan, chairman e diretor administrativo da Air India, agradeceu a todos os CEOs por viajar para a Índia e participar das produtivas reuniões do Conselho durante dois dias. Ele enfatizou que a adesão da Air India como membro da Star Alliance é um dos principais pilares da estratégia de crescimento das companhias aéreas, juntamente com a renovação da frota, otimização de rede de rotas e ações para aprimorar a qualidade dos serviços. Quase seis meses depois de integrar-se à Aliança, a Air India já observa efeitos positivos dessa associação. A companhia aérea registrou um aumento de 33% no fluxo de passageiros entre a Air India e outras companhias da Star Alliance, principalmente entre Delhi e Mumbai, mas também em outros aeroportos como os de Londres e Newark. Passageiros frequentes também possuem benefícios na Aliança, com mais de 80 mil milhas acumuladas nos voos da Air India desde julho e mais de 20 mil membros do Flying Returns, programa de viajante frequente da Air India, com milhas creditadas nas rotas de outras companhias da Star Alliance. A Air India encontra mais oportunidades de aumentar o tráfego em Delhi e Mumbai e está trabalhando com a Star Alliance, as afiliadas e os operadores aeroportuários para oferecer mais voos de conexão e facilitar o processo de transferência nos principais hubs do continente. Nandan afirmou estar otimista de que o Aeroporto de Heathrow analisará positivamente o pedido da Air India para se unir aos outros 23 membros da Star Alliance que operam agora no novo Terminal 2 - O Terminal da Rainha. "Londres é o nosso principal destino na Europa e qualquer ação que possamos realizar para oferecer melhores facilidades de conexão seria um ganho real para nós e para a Star Alliance". Ao agradecer Rohit Nandan por sediar a Reunião do Conselho Diretor Executivo da Star Alliance (CEB), Mark Schwab, CEO da Star Alliance, garantiu-lhe o apoio da Aliança neste esforço. Schwab reiterou a importância da filiação da Air India à Star Alliance. "A Índia é o quinto maior mercado de aviação doméstica do mundo e vai continuar a crescer, tanto nacional como internacionalmente. É, portanto, essencial para a Star Alliance ter uma forte presença neste mercado". Com a Air India, os clientes da Star Alliance têm acesso a mais de 40 aeroportos na Índia, bem como mais voos em toda a região. Com seus hubs em Delhi e Mumbai, a Air India adiciona novas opções de voos em rotas para a América do Norte, Europa e Ásia/Pacífico. A Air India também aprimora a experiência global dos passageiros frequentes da Star Alliance, que agora oferece aos clientes a possibilidade de acumular e resgatar milhas de 18.500 voos diários em 1.321 aeroportos de 193 países. Uma recente adição à rede inclui a AeroGal do Equador, que, como parte do grupo Avianca, agora estende a rede da Aliança na América Latina para destinos exóticos como as Ilhas Galápagos. A Star Alliance é também a única aliança que permite aos passageiros frequentes utilizar suas milhas para ter upgrade em qualquer uma de suas 27 companhias associadas. Este ano também ocorreu a implementação de novas tecnologias para para melhorar ainda mais os níveis de atendimento aos passageiros frequentes. Os clientes poderão receber os seus créditos de milhagem mais rapidamente e quaisquer mudanças de status são compartilhadas entre todas as companhias. Isso significa que os novos usuários do cartão Gold, em particular, terão seu status reconhecido por todas as companhias membros de forma muito mais prática. No encerramento, Calin Rovinescu, presidente e CEO da Air Canada e atual presidente do Conselho Executivo da Star Alliance, agradeceu Nandan e Schwab, especialmente pela efetivação da integração da Air India à aliança em tempo recorde. Como exemplo da importância da adesão da Air India, Rovinescu destacou que a decisão da Air Canada para retomar os voos para Delhi no próximo ano deve-se, em parte, ao fato de que agora é possível oferecer conexões para mais de 40 destinos a partir de Delhi. Globalmente, os membros da Star Alliance vêm qualificando ainda mais a aliança nos últimos anos – exemplos recentes são os voos de Tóquio para Houston por meio da ANA, Taipei para Houston pela EVA Air e a rota pelo Atlântico Sul, entre a Nova Zelândia e a Argentina, anunciada recentemente pela Air New Zealand. A Aliança também está concentrada em melhorar ainda mais a experiência de viagem de seus clientes no aeroporto. A Aliança já obteve uma evolução extraordinária em Londres (Heatrow) neste ano, com a abertura do novo Terminal 2 – a casa de 23 companhias aéreas da Star Alliance. Enquanto explora novas oportunidades para viabilizar conexões ainda mais práticas, a Star Alliance irá agora ampliar seus aprendizados e experiências do Terminal 2 de Heathrow. Um exemplo será a introdução do Gold Track para garantir ainda mais segurança aos passageiros premium nos principais centros de conexões da Aliança em 2015. Em suma, a Star Alliance vai continuar a ampliação de sua rede global, por meio da otimização da conectividade, agregando valor à Aliança, aprimorando ainda mais a experiência do cliente e, por último e não menos importante, incorporando novas tecnologias nas etapas iniciais e finais dos serviços, para apoiar o negócio.

A Air India ocupa um lugar especial no cenário da aviação mundial e indiana. É pioneira na aviação na Índia e sua história é sinônimo da história da aviação civil no país. A Air India não é uma mera companhia aérea que transporta passageiros, bagagens e carga. É uma organização multifacetada. A infraestrutura da aviação vem criando ao longo dos anos um testemunho de sua contribuição. À parte do serviço proporcionado por todos os seus aviões com sua própria engenharia, a Air India também realiza serviços de assistência para muitas companhias aéreas em várias cidades da Índia. A Air India vem se expandindo com a meta de se tornar uma mega companhia aérea internacional, com uma rede de 33 destinos nos Estados Unidos, Europa, Canadá, Extremo Oriente, Sudeste Asiático e no Golfo. A malha doméstica da companhia cobre mais de 40 destinos, incluindo regiões mais distantes do Nordeste – Ladakh, Andaman e Nicobar. A Air India, atualmente, opera com uma das mais jovens e modernas frotas de aeronaves, que inclui variados modelos de fuselagem larga Boeing B777, B747s, Airbus A330 e a mais recente aquisição - o B787 Dreamliner e os aviões de corredor único Airbus A321 , A320 e A319.

PostHeaderIcon Nasce o NOVAER SOVI, nome oficial da versão de treinamento militar do T-Xc

A exemplo do atual treinador da Academia da Força Aérea - AFA, T-27- TUCANO, a escolha do nome da aeronave da NOVAER se deu através de um concurso envolvendo todo o efetivo da AFA. A ideia do concurso surgiu tanto para prestigiar os aviadores e alunos da Academia, quanto para recordar uma tradição acontecida nos anos 80, quando coube ao efetivo da AFA escolher o nome do hoje mundialmente conhecido, Tucano. Ao todo foram mais de 200 sugestões de nomes para o novo treinador da NOVAER, fazendo alusão aos mais diversos temas, e a escolha do nome vencedor foi realizada pela empresa, após uma análise criteriosa que levou em conta a sonoridade, originalidade e ausência de nomes semelhantes no mercado aeronáutico. Sovi é uma ave genuinamente brasileira, da família dos gaviões. Seu nome científico,Ictinea plúmbea, significa “Gavião cor de chumbo”, coloração que remete à fibra de carbono utilizada no avião, além das penas das asas na cor alaranjada que remetem à cor usualmente utilizada no treinamento de forças aéreas, inclusive na Academia da Força Aérea Brasileira. Tal qual a aeronave da NOVAER, o SOVI é um gavião de médio porte, ágil, leve e de hábitos agressivos e territoriais, que remete à aviação militar e às características esperadas de um piloto de combate. A Cerimônia de revelação do nome ocorreu no dia 04 de dezembro, no Hall do Comando da Academia da Força Aérea em Pirassununga, e contou com a ilustre presença do Comandante da Academia da Força Aérea, Brig. do Ar Carlos Eduardo da Costa Almeida e dos quinze finalistas, dentre eles oficiais, cadetes e sargentos, que contribuíram com sugestões significativas.

Ao final da cerimônia, foi revelado o nome da aeronave de treinamento militar da NOVAER e premiados os dois vencedores do concurso que, coincidentemente, sugeriram o mesmo nome – SOVI. São eles o Ten. Cel. Marcelo Gobett Cardoso e o Primeiro Tenente Aviador Thiago Romeiro Capuchinho. A NOVAER agradece à Força Aérea Brasileira e à Academia da Força Aérea pelo apoio e incentivo ao Concurso, que permitiu reeditar a história e trabalha para que esta aeronave genuinamente brasileira possa ganhar os céus do Brasil e do Mundo.

PostHeaderIcon PSA Peugeot Citroën e grandes escolas francesas de design inovam a mobilidade do futuro no “OpenLab Design”

A PSA Peugeot Citroën, a Escola Nacional Superior de Criação Industrial, a STRATE Escola de Design, a Escola de Design de Nantes e o Master de Design Sonoro TALM Le Mans compartilham o resultado de 3 anos de pesquisa criativa no OpenLab Design sobre o carro autônomo e conectado, um dos eixos estratégicos de inovação do Grupo PSA.

- Em 2012: a apresentação dos trabalhos científicos da PSA Peugeot Citroën permite juntar as equipes de especialistas em torno de duas visões prospectivas comuns;

- Em 2013: os conceitos de interfaces interativas adaptadas à condução orientam as pesquisas sobre o design das IHM (Interface Homem - Máquina) do veículo;

- Em 2014: as propostas mais pertinentes de comunicação homem/veículo/objetos conectados são integradas aos trabalhos de inovação sobre o veículo autônomo, os serviços conectados e as interfaces de usuário.

- No horizonte de 2025, os veículos serão autônomos e conectados. A comunicação homem-máquina, a bordo do veículo ou remota, será feita através de interações multimodais intuitivas e de um assistente de mobilidade. Esses veículos circularão nas estradas em comboios para otimizar o consumo, compartilhar informações nas redes sociais dedicadas e proporcionar novas experiências de vida a bordo.

- Criado em 2012 pela PSA Peugeot Citroën, o “OpenLab Design”, situado na vanguarda das metodologias de concepção inovadora, reúne engenheiros do Grupo e estudantes de design nas oficinas de “open innovation” realizadas nas escolas. O objetivo é integrar a dimensão ”design” já nas primeiras fases de reflexão sobre as interfaces homem-máquina, antecipando assim os novos usos da mobilidade.

Em 2014, essa reflexão comum focou três projetos principais:


- A internet dos ”Robjets®“, os robôs-objetos comunicantes:

Como um sistema baseado no intercâmbio de dados entre veículos e objetos conectados pode prever minhas necessidades de mobilidade (veículos/horários, trajetos…) de modo que eu consiga chegar no horário, de bom humor e sem precisar conhecer o caminho?


- “Avacar®”, o assistente de mobilidade:

Como homens e veículos podem se comunicar de maneira natural, no carro ou à distância? A exemplo dos diodos vermelhos de “A super máquina”, que representações inventar para encarnar o « Avacar®»: a nova inteligência artificial de mobilidade?


- “Os robôs sociais®”, o dialogar de um veículo com outro:

Além de assinalar, de ser visto, de ver e de alertar, quais outras funções podem ter o som e a luz de modo que as pessoas se comuniquem de um veículo a outro sem risco de má interpretação?

Hoje, a complexidade tecnológica implica integrar o design às estratégias empresariais para explorar os novos usos e as novas relações com a inovação. Ao observar situações de nossas vidas para imaginar as condições de experiências ideais e memoráveis, o designer atribui um sentido aos produtos e aos serviços. Em termos de pesquisa, a escolas e a PSA Peugeot Citroën compartilham a necessidade:

- De fazer com que o designer atue já nas primeiras fases das estratégias de inovação das empresas;

- De adquirir conhecimentos através da experimentação dos materiais e das modalidades intuitivas que estruturam e transformam os objetos (smart textile, comunicação emocional sonora e luminosa, “Robjets®” ou objetos robotizados);

- De utilizar processos emergentes de coconcepção-produção, como os “FabLabs”, que dão a cada um a possibilidade de imaginar e fabricar seus produtos.

No OpenLab Design, o objetivo das grandes escolas francesas de design é contribuir para a emergência da atividade de Designer-Pesquisador, que integrará as equipes multidisciplinares de pesquisa e desenvolvimento nos próximos anos.

Para se manter na vanguarda dos produtos e serviços automotivos e perto das futuras descobertas científicas, a PSA Peugeot Citroën optou por uma política de Open Innovation que consiste em construir e conduzir as relações com diferentes ecossistemas: os indivíduos, as empresas, o mundo acadêmico e as instituições. Foi no ecossistema acadêmico que o Grupo lançou, em 2010, o StelLab, uma rede de open labs e de cátedras acadêmicas à qual pertence o OpenLab Design.O StelLab visa reforçar as parcerias científicas com os laboratórios públicos de ponta. Para melhor enfrentar os desafios sociais, ambientais e econômicos do veículo do futuro, esta rede de OpenLabs está disseminada pelo mundo. Assim, ela permite o compartilhamento das equipes de pesquisa e dos meios experimentais da PSA Peugeot Citroën e dos laboratórios parceiros.

PostHeaderIcon Aruba é uma das pré-selecionadas para prêmio de Melhor Ilha 2015

A revista norte americana Travel + Leisure já abriu a votação para a competição World’s Best Awards, que seleciona anualmente os melhores destinos e serviços de turismo do mundo. Os resultados dependem de votos do público e Aruba está na lista de ilhas que podem ser avaliadas segundo cinco critérios: belezas naturais e praias, atividades e atrações, restaurantes e comida, povo e amabilidade e valor em geral. É possível votar através do site https://tlworldsbest.wylei.com/ (em inglês) até o dia 15 de março de 2015. As notas são dadas de forma qualitativa (fraco, abaixo da média, médio, acima da média e excelente). “Por suas praias de águas cristalinas e areias fofas e pela qualidade dos pontos turísticos e esportes de aventura, Aruba é uma forte concorrente. Se aliarmos a isso a gastronomia estrelada e a facilidade que os brasileiros têm de chegar lá e sem precisar de visto, a Ilha Feliz - como é conhecida Aruba por sua hospitalidade sem igual - tem grande chance de ganhar esta competição”, torce Carlos Barbosa, diretor da ATA (Autoridade de Turismo de Aruba) no Brasil. Os resultados serão anunciados em agosto de 2015. Os vencedores e pré-selecionados com um alto número de votos serão considerados para a lista T+L 500, que é escolhida pelos editores e é um dos prêmios mais significativos da indústria do turismo. Com 110 mil habitantes e localizada ao norte da Venezuela, a ilha de Aruba, no Caribe, é conhecida por suas águas claras e areia branca. Oferece infraestrutura completa de lazer, com 28 hotéis e resorts ao longo da costa oeste, spas, cassinos e campos de golfe - sendo um profissional com 18 buracos. Além disso, a Ilha Feliz, como é conhecida a região, apresenta gastronomia internacional variada e diferentes opções de compras. Atividades para toda a família estão disponíveis em terra firme, com passeios e visitas pela ilha, e também na água, com mergulho em seu mar cristalino e esportes aquáticos. Sua localização privilegiada mantem o clima a agradáveis 28 ºC quase todo o ano e fora da rota de furacões. Turistas brasileiros não precisam de visto para entrada no país.
domingo, 21 de dezembro de 2014

PostHeaderIcon Boeing e Avianca comemoram a entrega do primeiro Dreamliner da companhia aérea

A Boeing e a Avianca comemoraram a entrega do primeiro 787 Dreamliner da empresa aérea latino-americana, posicionando a companhia a permanecer na vanguarda da tecnologia na região. “A incorporação do primeiro Boeing 787-8 à frota da Avianca é um marco para a aviação comercial, bem como para a nossa empresa, que tem sido caracterizada por colocar a mais avançada tecnologia de aviação disponível a serviço dos passageiros", disse Fabio Villegas Ramirez, presidente e CEO da Avianca. "Com essa aeronave, continuamos realizando o sonho que a companhia tem desde o início: melhorar as possibilidades de conexão da América Latina com o mundo, oferecendo viagens mais agradáveis ​​a bordo de aviões projetados para proporcionar o maior conforto com o máximo desempenho operacional", completa o executivo. A família 787 é composta por aeronaves supereficientes e tecnologicamente avançadas, com novas características desenvolvidas para agradar o passageiro. Além de proporcionar o alcance característico de jatos de grande porte a aeronaves médias, o 787 tem um consumo de combustível 20% menor e gera 20% menos emissões do que as aeronaves que ela substitui. “O 787 Dreamliner, com sua alta eficiência, desempenho ambiental aprimorado e a experiência de viagem preferida dos passageiros, é a aeronave ideal para o mercado latino-americano e a Boeing está satisfeita e honrada com o fato de que a Avianca usará o 787 para modernizar sua frota e encantar seus clientes”, disse Van Rex Gallard, vice-presidente de Vendas para a América Latina, África e Caribe da Boeing Aviação Comercial. “Estamos animados com a ampliação de nossa parceria com a Avianca tanto para criar a frota de hoje como a do futuro”, acrescentou Gallard. Além de proporcionar uma economia de combustível inédita e baixos custos operacionais às companhias aéreas, o 787 possui inúmeros novos recursos que tornam a experiência dos passageiros muito mais agradável. O Boeing 787-8 da Avianca transportará 28 passageiros na classe executiva e 222 na econômica. Os passageiros das duas classes desfrutarão de várias melhorias realizadas no ambiente de cabine do 787, como iluminação LED dinâmica, janelas e compartimentos de bagagem maiores, menor altitude de cabine, nível de umidade mais alto, baixo nível de ruído interno, ar mais limpo e uma viagem mais tranquila. Em operação há 95 anos, a Avianca está trabalhando para operar a frota mais nova de sua história, voando com tecnologia de ponta para 24 destinos na Colômbia e 98 destinos na América do Sul, América do Norte e Europa. Até o momento, 1.055 aeronaves 787 foram encomendadas por 58 clientes, o que faz do Dreamliner o avião de corredor duplo com a venda mais rápida da história da Boeing.

PostHeaderIcon Hampton by Hilton anuncia abertura do primeiro hotel no Panamá

O Hampton by Hilton continua a sua expansão internacional, ao anunciar nesta terca-feira a abertura do seu primeiro hotel no Panamá. O Hampton by Hilton Panama, um hotel recém construído de 108 quartos, administrado pela Hilton Worldwide, se junta à marca global de mais de 1.900 hotéis de preço médio Hampton Inn, Hampton Inn & Suites e Hampton by Hilton, como o quinto hotel da empresa no Panamá. Phil Cordell, chefe global de serviço focado e gestão da marca Hampton da Hilton Worldwide, afirmou que esta abertura marca o quinto país da América Latina com um hotel Hampton by Hilton. “Estamos entusiasmados em expandir no Panamá e ansiosos para introduzir o serviço amigável e autêntico da marca e comodidades consistentes e de qualidade a um novo mercado de negócios e lazer." Situado no centro da Cidade do Panamá, o novo hotel Hampton by Hilton fica a 20 minutos do Aeroporto Internacional de Tocumen e perto de serviços financeiros e comerciais, bem como de várias opções de shopping. As principais atrações para os hóspedes de lazer nas proximidades incluem o Canal do Panamá e as eclusas de Miraflores, Casco Viejo e o Museu da Biodiversidade. Tom Potter, vice-presidente sênior, Caribe, México e América Latina, da Hilton Worldwide, disse estarem muito animados com a estreia da marca Hampton by Hilton no Panamá. “Esta abertura é outro grande exemplo do compromisso da Hilton Worldwide em expandir na América Latina por meio da introdução de nosso portfólio de marcas para os mercados-chave. Estamos ansiosos para receber os visitantes a este notável país com as características distintas de nossas marcas premiadas", afirmou. A propriedade de 15 andares oferece aos visitantes acomodações confortáveis e contemporâneas, combinadas com a reconhecida qualidade dos hotéis Hampton by Hilton e as comodidades exclusivas da marca de preço médio: um elegante hall de entrada Perfect Mix, acesso Wi-Fi cortesia e o incondicional 100% Hampton Guarantee®. Os hóspedes poderão desfrutar de quartos modernos e confortáveis, com a exclusiva Limpa e Fresca Hampton Bed®. O hotel foi concebido e desenhado para atender os viajantes de negócios e a lazer, oferecendo serviço de primeira classe e conforto. Ele dispõe de uma academia com equipamentos modernos Precor e piscina e bar ao ar livre no terraço. O café da manhã, almoço e jantar são servidos diariamente no restaurante do lobby e comodidades adicionais incluem um café da manhã quente cortesia, uma área de snacks 24 horas e uma área de bar com opções de refeições à noite para ajudar os hóspedes a se reconectarem após suas reuniões. As comodidades para negócios disponíveis neste novo hotel Hampton by Hilton incluem uma boardroom e uma sala de reuniões, e ainda um business center 24 horas, com estações de trabalho modernas e material de escritório à disposição dos hóspedes. O Hampton by Hilton Panama participa do Hilton HHonors ®, o único programa de fidelidade para hóspedes frequentes que permite aos associados ganhar pontos e milhas, Points & Miles®, para a mesma estada e resgatar pontos para diárias gratuitas sem restrição de datas em mais de 4.250 hotéis em todo o mundo. A Hilton Worldwide tem atualmente cinco hotéis no Panamá e um portfólio de 65 hotéis e resorts abertos e acolhendo viajantes em toda a América Latina. A empresa tem planos de continuar se expandindo por toda a região.

PostHeaderIcon Novo Logan ganha a série limitada Exclusive

Marcada pelo sucesso comercial da nova geração do Renault Logan, com vendas que dobraram em 2014 em relação a 2013, chega às lojas a primeira série limitada do Novo Logan, que tem acabamento mais sofisticado e mais itens de série, com vantagem no preço para o consumidor. Trata-se da série limitada Exclusive, que traz de fábrica ar-condicionado automático, central multimídia Media NAV 1.2 (GPS, Bluetooth, rádio e as funções Eco-Coaching e Eco-Scoring, rodas de liga leve de 15 polegadas com desenho exclusivo, piloto automático (controlador e limitador de velocidade), câmera de ré (com imagem na tela de 7 polegadas do Media NAV 1.2), bancos em couro e vidro do elétrico do motorista “one touch”. Visualmente, as diferenças do Logan Exclusive são as rodas com acabamento escurecido “dark metal”, os retrovisores em preto brilhante e os adesivos “Exclusive” nas laterais. Por dentro, as novidades são os bancos em couro exclusivos para essa versão, painel em um tom de cinza mais escuro e a inscrição “Exclusive” no volante. Com motor 1.6 8V, o Logan Exclusive pode ter câmbio manual ou automatizado EASY’R, ambos de cinco marchas, e é vendido em apenas quatro cores: branca, preta, prata e cinza. O Logan Exclusive tem preço sugerido de R$ 51.070 (com câmbio manual) e R$ 53.470 (com o automatizado EASY’R). Na ponta do lápis, o consumidor tem uma vantagem de R$ 710 em relação à versão Dynamique 1.6 com os mesmos equipamentos da série limitada.