Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified
Russian Portuguese English French
German Spain Italian Dutch
sábado, 22 de setembro de 2018

PostHeaderIcon Delta lançará o primeiro terminal biométrico nos Estados Unidos

A Delta Air Lines, em parceria com a CBP (Alfândega dos Estados Unidos), o Aeroporto Internacional Hartsfield-Jackson de Atlanta (ATL) e a Transportation Security Administration (TSA), está lançando o primeiro terminal biométrico nos Estados Unidos, no Terminal Internacional Maynard H. Jackson (Terminal F) em Atlanta. A partir do final deste ano, os clientes de voos internacionais podem usar a tecnologia de reconhecimento facial no portão de entrada, transformando a jornada do passageiro dentro do aeroporto em uma experiência de viagem perfeita.

Esta experiência Delta Biometrics, segura e opcional, inclui o uso da tecnologia de reconhecimento facial para:

- Check-in nos quiosques de autoatendimento no saguão;

- Deixar bagagens despachadas nos balcões do saguão;

- Servir como identificação no ponto de controle do TSA;

- Embarcar em qualquer porta do Terminal F;

- E passar pela CBP, no caso de passageiros internacionais que chegam aos Estados Unidos.

Os passageiros das companhias aéreas parceiras Aeromexico, Air France-KLM ou Virgin Atlantic Airways, saindo do Terminal F, também podem usar essa tecnologia – outro benefício da incomparável rede global de parceiras da Delta.

"O lançamento do primeiro terminal biométrico nos Estados Unidos no aeroporto mais movimentado do mundo indica que estamos trazendo o futuro do transporte aéreo para clientes que viajam pelo mundo", disse Gil West, Diretor de Operações (COO) da Delta. "Os clientes esperam ter experiências de viagem fáceis e perfeitas – é isso que pretendemos com o lançamento dessa tecnologia nos pontos de contato do aeroporto."

A contribuição dos funcionários da Delta tem sido fundamental para inserir o reconhecimento facial neste lançamento em grande escala, pois eles forneceram feedback valioso sobre tudo, incluindo o melhor ângulo da câmera para uma digitalização adequada e melhorias adicionais que facilitam a interação cara-a-cara com os clientes. Com base nos testes iniciais, a opção de reconhecimento facial não só reduz em até nove minutos por voo, como também oferece aos funcionários uma oportunidade de ter interações mais significativas com os clientes durante toda a viagem.

"Este é o exemplo mais recente do investimento e da parceria da Delta com o aeroporto mais movimentado e eficiente do mundo. Estamos ansiosos para transformar o futuro da viagem em realidade com a Delta, a CBP e o TSA", disse Balram Bheodari, Gerente Geral Interino do Aeroporto Internacional Hartsfield-Jackson em Atlanta.

Como o sistema funciona


Os clientes que voam diretamente para um destino internacional saindo do Terminal F de Atlanta que quiserem usar esta opção devem simplesmente:

- Digitar suas informações de passaporte quando solicitado durante o check-in online;

- Esqueceu de inserir as informações do passaporte antecipadamente? Não se preocupe: essa opção estará disponível no terminal após uma verificação inicial do passaporte.

- Clicar em "Look" na tela, no quiosque do saguão, ou aproximar-se da câmera no balcão do saguão no ponto de controle da TSA ou ao embarcar no portão;

- Passar assim a marca de verificação verde piscar na tela;

- Os passageiros devem trazer seus passaportes em viagens internacionais para uso em outros pontos de verificação durante a viagem.

- E, se os clientes não quiserem usar esse sistema, ainda poderão seguir o procedimento normal pelo aeroporto, como sempre fizeram.

"A Delta e a CBP desenvolveram uma parceria forte ao longo dos anos, compartilhando uma visão em comum para melhorar a segurança e a experiência dos passageiros", disse o Comissário da CBP, Kevin McAleenan. "Com parceiros inovadores como a Delta, a TSA e o ATL, usamos a tecnologia para criar uma experiência de viagem segura, eficiente e simplificada."

Também no Terminal F do ATL, os clientes podem usar os scanners de tomografia computadorizada (TC) mais avançados do setor em duas linhas de triagem automatizadas que estão sendo instaladas em parceria com a TSA e o aeroporto. Isso quer dizer que os passageiros não precisarão retirar componentes eletrônicos de suas malas no ponto de controle da TSA, o que permitirá uma experiência de viagem mais tranquila.

"A expansão da biometria e do reconhecimento facial em todo o ambiente do aeroporto representa a próxima geração de tecnologia de identificação de segurança", disse David Pekoske, Administrador da TSA. "A TSA se compromete a trabalhar com grandes parceiros como a Delta, o ATL e a CBP no desenvolvimento e implementação de novos recursos como esses."

A expansão da opção de reconhecimento facial com o Delta Biometrics é o próximo passo natural após os testes de embarque de reconhecimento facial opcionais da CBP e da Delta no ATL, no Aeroporto Metropolitano de Detroit e no Aeroporto Internacional John F. Kennedy nos últimos anos. Além disso, a Delta testou recentemente o autoatendimento biométrico de despacho de bagagem no Aeroporto Internacional de Minneapolis-Saint Paul para passageiros internacionais. A Delta também testou o embarque biométrico no Aeroporto Nacional Ronald Reagan, em Washington, e lançou o check-in biométrico opcional para todos os Delta Sky Clubs domésticos, com a cooperação da Delta Biometrics e do CLEAR. Este lançamento utiliza a tecnologia e o software desenvolvidos pela NEC Corporation.


0 comentários:

Postar um comentário