Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified
Russian Portuguese English French
German Spain Italian Dutch
quarta-feira, 3 de junho de 2020

PostHeaderIcon Grupo diRoma aguarda o fim da quarentena para retomar das atividades no 2º semestre


Na espera de novas medidas que flexibilizem o funcionamento dos empreendimentos turísticos nas próximas semanas, empresários do setor são surpreendidos com o adiantamento de feriados e a possibilidade de estender a medida [para conter o aumento de casos de Covid-19], interferindo na programação de quem planeja viajar em feriados prolongados do segundo semestre de 2020. Em destinos como Caldas Novas, estância hidrotermal localizada em Goiás, onde estão as 13 unidades hoteleiras administradas pelo Grupo diRoma, a espera pelos visitantes nos feriadões representa o aquecimento da economia local que tem no turismo o principal ramo de atividade da cidade.

Desde a paralisação temporária dos atendimentos, iniciada em 22 de março, o Grupo diRoma tem investido na manutenção dos hotéis, do Acqua Park Splash e outros empreendimentos turísticos que administra em Caldas Novas. Outros pontos prioritários têm sido a gestão de recursos humanos e ações para reduzir os prejuízos [que somente em abril atingiram os 15 milhões de reais]. Com um quadro de colaboradores mais enxuto, o grupo preparou um plano com prioridades para evitar riscos de contaminação por coronavírus a todos nos empreendimentos. O clima é otimista: “Estamos aproveitando este momento para preparar nossa equipe de treinamento para que, assim que for possível, recebamos nossos colaboradores e para que tudo possa estar pronto nesse novo momento. Sem dúvida, teremos muito que orientar para que nossos colaboradores e hóspedes se sintam em um ambiente seguro”, pontua Aparecido Sparapani, superintendente do Grupo diRoma.

Com a flexibilização da quarentena em estados e municípios que levam visitantes recorrentes à Caldas Novas, como divulgado recentemente na capital paulista e algumas regiões de Minas Gerais, aumenta a torcida para a normalização, conforme explica Sparapani: “Para o turismo como um todo, essas medidas são péssimas, principalmente neste momento onde quase todos os destinos turísticos estão fechados. As pessoas programam suas viagens com bastante antecedência, e quando lhe tiram o direito de aproveitar um futuro feriado isso gera um mal-estar imenso. Esperamos que os feriados nacionais, 7 de setembro, 12 de outubro, 02 e 15 de novembro não sejam antecipados”.

Entre a construção de unidade de atendimento para aumento da oferta de leitos para possíveis contaminados e ajustes para suprir todas as exigências do Ministério Público e órgãos reguladores, a data para reabertura sofreu alterações e, até os próximos dias, permanece a dúvida quanto a retomada no dia 01 de julho, data estimada e divulgada semanas atrás pelo Grupo diRoma.

A aposta do Grupo diRoma é que destinos nacionais e com apelo pelo relaxamento em grupos e em família sejam mais procurados. A curta distância para viajar de carro pós coronavírus promete ser outra preferência dos turistas, para o superintendente do grupo “o público de Minas Gerais, São Paulo e Distrito Federal entram automaticamente em nosso radar nesse primeiro momento da retomada. Eles já fazem parte do grupo de clientes que mantém contato conosco aguardando o momento em que possam vir, muitos de carro, já que distâncias de até 500 km é um facilitador para pegar a estrada em veículo próprio com conforto e melhor controle da viagem”, finaliza.

0 comentários:

Postar um comentário