Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified
Russian Portuguese English French
German Spain Italian Dutch
segunda-feira, 30 de outubro de 2017

PostHeaderIcon Nissan apresenta novo som dos seus veículos elétricos no Salão de Tóquio




A Nissan não apresentou apenas um novo carro conceito na edição de 2017 do Salão do Automóvel de Tóquio. A marca japonesa também surpreendeu a multidão ao lançar o "Canto", o som dos futuros veículos elétricos da Nissan.





"Um dos pilares da Mobilidade Inteligente da Nissan é a integração do veículo à sociedade, e o som desempenha um papel fundamental", comentou Daniele Schillaci, Vice-Presidente Executivo Mundial de Vendas e Marketing da Divisão de Veículos Zero Emissão e Baterias. "O sistema 'Canto' foi desenvolvido para melhorar a segurança dos pedestres, além de diferenciar os veículos Nissan por meio de um som vibrante, autêntico e cheio de otimismo, que representa o posicionamento único da nossa marca no mercado de veículos eletrificados".

O nome "Canto" remete ao verbo cantar. Isso porque o sistema de som se adapta aos movimentos de aceleração, desaceleração e frenagem do veículo, mudando o tom e a frequência das vibrações das ondas sonoras. O som é ativado em velocidades de até 20 a 30 km/h, dependendo da regulamentação de cada país.A Nissan criou o sistema "Canto" com o principal objetivo de desenvolver um alerta sonoro. Entretanto, o sistema também foi projetado para melhorar o meio urbano com um toque exclusivo da Nissan. Apesar de ser claramente audível, o volume do som não perturbará pedestres, passageiros e moradores.A Nissan tem sido pioneira em sistemas de som para seus veículos desde 2010, quando lançou o "Alerta de Aproximação de Veículo" do LEAF, feito também para alertar os pedestres sobre a proximidade de um carro elétrico.

O conceito de Mobilidade Inteligente da Nissan é a estratégia da marca para mudar a forma como os carros são impulsionados, conduzidos e integrados à sociedade.

0 comentários:

Postar um comentário