Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified
Russian Portuguese English French
German Spain Italian Dutch
sexta-feira, 4 de outubro de 2019

PostHeaderIcon Turkish Airlines apresenta finalista da etapa Brasil do Turkish Airlines World Golf Cup 2019, que completa a sua sétima edição global

A Turkish Airlines promoveu a sua sexta edição do Turkish Airlines World Golf Cup, em São Paulo. O evento contou com a presença de mais de 100 convidados VIP, incluindo membros da comunidade empresarial, reunidos no São Paulo Golf Club. Com a presença de milhares de jogadores amadores de golfe, o Turkish Airlines World Golf Cup foi disputado em um vários destinos em todo o mundo desde a sua criação em 2013. E, neste ano, reuniu novamente mais de oito mil jogadores que competem entre si, em mais de 100 torneios ao redor do mundo.

Os vencedores do torneio deste ano, apoiados pela National Car Rental, Socar e Turk Telekom, se qualificarão para a Grand Final em Antalya que ocorrerá em novembro, onde terão a chace de garantir um lugar no Turkish Airlines Open pro-am, com passagem em Business Class da Turkish Airlines.

Mais uma vez o Brasil (São Paulo) será representando na final por uma mulher. A vencedora deste ano foi Graciela Jordan, com 40 pontos, enquanto o (RUNNER-UP) vice-campeão foi Álvaro César de Camargo Andrade Iglesias, com 39 pontos e o Luiz Cabernite ficou em terceiro, com 38 pontos.

A competição Nearest the Pin no buraco 9 foi vencida pelo Frederic Bruno Junck na categoria masculina e na feminina no buraco 2, Graciela Jordan também conquistou esta premiação. Já o Lowest Gross foi Paul O´Doherty, com 76 pontos.

"Mais uma vez agradeço a todos convidados que compareceram ao Turkish Airlines World Golf Cup aqui em São Paulo, graças a vocês, este evento foi um sucesso. Parabéns à vencedora desta etapa da série TAWGC Graciela Jordan. Desejamos a ela muita sorte em Antália ", afirma Orhan Güven, Diretor Geral da Turkish Airlines no Brasil.

0 comentários:

Postar um comentário