Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified
Russian Portuguese English French
German Spain Italian Dutch
quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

PostHeaderIcon Airbus inaugura o primeiro centro operacional do mundo para o Pseudo-Satélite de Grandes Altitudes Zephyr

A Airbus Defence and Space (divisão de desenvolvimento e fabricação de produtos para aplicação aeroespacial e de defesa da Airbus) anunciou a abertura da primeira base de voo para Pseudo-Satélite de Grandes Altitudes (High Altitude Pseudo-Satellite – HAPS) do mundo, em Wyndham, na Austrália Ocidental. A base servirá como centro de lançamento para o Veículo Aéreo Não-Tripulado (Unmanned Aerial Vehicle – UAV) Zephyr.

O local foi escolhido por seu espaço aéreo praticamente ilimitado e por suas condições climáticas estáveis. O centro é resultado de investimentos significativos da Airbus no programa Zephyr.

O Zephyr é o principal UAV estratosférico movido exclusivamente a energia solar do mundo. Ele capta raios do sol e voa acima de condições meteorológicas desfavoráveis e do tráfego aéreo convencional. O Zephyr preenche uma lacuna de capacidade técnica complementar à atuação de satélites, UAVs e aeronaves tripuladas, fornecendo serviços de persistência local semelhantes aos de satélites.

“É um grande prazer receber a equipe da Airbus e o projeto Zephyr na Austrália Ocidental. É o resultado de quase um ano de trabalho árduo, tanto da Airbus quanto da minha equipe, para trazer essa tecnologia inovadora e extraordinária ao nosso estado. O Zephyr oferece novos recursos a clientes comerciais e militares, além de impulsionar a economia da região de East Kimberley”, afirmou o primeiro-ministro da Austrália Ocidental, Mark McGowan.

“A inauguração oficial do centro de lançamento da Airbus em Wyndham, na Austrália Ocidental (o primeiro centro operacional para HAPS do mundo), marca o início de uma nova era para o Zephyr. É com orgulho que vemos a Austrália se tornar parte da rede operacional do Zephyr. O centro é a nossa porta de entrada para a estratosfera e será a principal base aérea do Zephyr daqui por diante”, declarou Jana Rosenmann, chefe de Sistemas Aéreos Não-Tripulados da Airbus.

O Zephyr trará novos recursos visuais, de sensor e conexão para clientes comerciais e militares. O veículo tem potencial para revolucionar a gestão de desastres, incluindo o monitoramento da propagação de incêndios florestais e derramamento de petróleo. Ele proporciona vigilância constante, acompanhando as mudanças ambientais do mundo, e poderá estabelecer comunicação com as regiões mais isoladas do planeta.


0 comentários:

Postar um comentário