Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified
Russian Portuguese English French
German Spain Italian Dutch
sexta-feira, 27 de outubro de 2017

PostHeaderIcon Ethiopian Airlines anuncia seu primeiro Boeing 787-9 Dreamliner

A Ethiopian Airlines se tornou hoje, 27 de outubro, a primeira no continente a receber e operar o Boeing 787-9 Dreamliner. O Boeing 787-9 Dreamliner é o segundo membro que a Ethiopian receberá da família 787, que é tecnologicamente mais avançada, ultra-confortável, eficiente e eco-friendly. A companhia aérea foi a primeira do mundo, fora do Japão, a receber e operar o 787-8, em agosto de 2012. Tanto o 787-8 quanto o 787-9 oferecem um conforto superior graças à sua configuração, com janelas maiores, tetos altos, menor ruído, luzes diferenciadas, maior umidade do ar, bem como redução de 20% no uso de combustível. O 787-9 é seis metros mais longo que o 787-8 e tem maior capacidade de passageiros, com 315 assentos, além de maior espaço para carga.

"Continuando com o nosso legado pioneiro em aviação na África, estamos orgulhosos em celebrar o incremento de nossa jovem frota com o 787-9. Atualmente, o 787 é o coração de nossa frota, com 20 aeronaves em operação. Nossos investimentos em tecnologia nas aeronaves, como no 787 e no A350, nos coloca entre as poucas companhias aéreas no mundo a operar simultaneamente estes dois aviões de ponta, que é parte de nossa estratégia 'Visão 2025' e nosso compromisso em oferecer o maior conforto aos nossos clientes", afirma o Senhor Tewolde GebreMariam, CEO do Grupo Ethiopian Airlines. "Vamos continuar investindo em tecnologia com a visão de oferecer a melhor experiência de viagem possível. Convidamos a todos a se juntarem a nós em um de nossos voos para conhecer o novo nível de conforto do 787-9", completa ele.

A Ethiopian Airlines atualmente voa para mais de 100 destinos em cinco continentes, usando 93 aeronaves de sua moderna e jovem frota, dos quais 20 são B787 Dreamliner, implantado em suas rotas mais longas.

0 comentários:

Postar um comentário