Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified
Russian Portuguese English French
German Spain Italian Dutch
quinta-feira, 12 de setembro de 2019

PostHeaderIcon Embraer entrega primeiro jato E195-E2 à AerCap e à Azul

A Embraer entregou hoje o primeiro jato E195-E2 para a AerCap, maior companhia de arrendamento de aeronaves do mundo, e para a Azul Linhas Aéreas Brasileiras S.A., em cerimônia em sua sede em São José dos Campos. A Azul é a operadora de lançamento global do E195-E2, a maior das três aeronaves da família E-Jets E2 de jatos comerciais. A companhia aérea encomendou 51 aviões do mesmo modelo e receberá outras cinco unidades ainda em 2019 e mais 20 em 2020.

David Neeleman; John Rodgerson; John Slattery e Aengus Kelly

“A entrega de hoje é uma ocasião muito importante”, disse John Slattery, Presidente & CEO da Embraer Aviação Comercial. “É a maior aeronave comercial que a Embraer já produziu. Os passageiros vão adorar o novo interior e as companhias aéreas vão se impressionar com a extraordinária eficiência operacional. O jato é, sem dúvida, ideal para o modelo de negócios de tarifas reduzidas da Azul e para o portfólio da frota da AerCap. Estou orgulhoso de toda a equipe da Embraer que trabalhou tão duro para ver esse dia.”

“Este E2 é dedicado aos nossos Tripulantes. Criamos uma pintura especial para esta aeronave, que celebra os Valores que norteiam nossas decisões e ações aqui na Azul. Quero agradecer aos nossos mais de 13 mil Tripulantes pela dedicação e o compromisso na construção da melhor companhia aérea do mundo. Sem esse time, esse dia não seria possível”, diz John Rodgerson, CEO da Azul. “Hoje, ainda temos que substituir para nova geração de aeronaves mais da metade de nossos 900 voos diários. Cada novo avião que chega, nos permite oferecer uma experiência ainda melhor para nossos Clientes, além de reduzir nossos custos e aumentar nossa receita”, conclui Rodgerson.

“Nos últimos 10 anos, a Azul revolucionou o mercado de aviação brasileiro. Ajudamos a dobrar o mercado doméstico, incluindo serviço aéreo a diversas regiões, cidades e comunidades que nunca tiveram voos antes, tudo graças às aeronaves Embraer E195-E1. Agora, com o E195-E2, estamos prontos para dar início a um novo capítulo na história da aviação brasileira. Não poderíamos estar mais orgulhosos de voar ainda mais alto com uma aeronave construída com tecnologia e inovação brasileiras”, disse David Neeleman, fundador e presidente do conselho da Azul. “O E2 representa um grande passo na transformação da frota da Azul, potencializando ainda mais a expansão de nossas margens”, concluiu Neeleman.

“Todos na AerCap estão entusiasmados em entregar a primeira aeronave Embraer E195-E2 do mundo para a Azul. Não temos dúvidas de que esta incrível aeronave levará dois dos líderes globais do Brasil a novos patamares. Desejamos à Embraer e à Azul todo sucesso com o programa E-Jets E2 e esperamos trabalhar com os dois por muitos e muitos anos”, diz Aengus Kelly, CEO da AerCap.

“Em nome de toda a equipe da Pratt & Whitney, gostaria de parabenizar a Embraer e a Azul nesta emocionante ocasião. Estamos honrados em equipar o E195-E2 com nossos motores e esperamos oferecer os significativos benefícios econômicos e ambientais quando entrar em serviço no próximo mês", diz Chris Calio, presidente de Motores Comerciais da Pratt & Whitney. "A Azul tem sido uma força motriz no crescimento das viagens aéreas comerciais no Brasil e estamos orgulhosos em expandir nosso relacionamento", conclui Calio.
Os E2 da Azul estão projetados com capacidade para até 136 assentos (18 a mais que os atuais E1), sendo 28 deles de Espaço Azul – produto da Azul que oferece espaço extra - e equipados com motores Pratt & Whitney GTF™, que devem reduzir em até 25% o custo por assento na operação do novo modelo. Em poltronas dispostas duas a duas, os Clientes da Azul poderão aproveitar a última geração de telas individuais com TV SKY ao vivo, tomadas individuais, além de muito conforto com o novo espaço interno e a redução de ruído proporcionada pelos novos motores. Em breve, a partir de janeiro de 2020, essas aeronaves também estarão equipadas com internet wi-fi.
O E195-E2 recebeu, em abril, o Certificado de Tipo de três órgãos regulatórios: a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a Administração Federal de Aviação (Federal Aviation Administration – FAA) e a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (European Aviation Safety Agency – EASA).

Testes em voos confirmaram que a aeronave é ainda melhor do que a especificação original. O consumo de combustível é 1,4% menor do que o esperado, chegando a 25,4% de economia por assento comparado com o E195 da primeira geração. Já os custos de manutenção são 20% menores e o E195-E2 é a aeronave mais ambientalmente amigável da categoria, operando com o menor nível de emissões e de ruído externo. A margem cumulativa para o limite de ruído ICAO Stage IV varia de 19 a 20 EPNdB, 4.0 EPNdB menor do que seu concorrente direto.

Assim como o E190-E2, o E195-E2 também possui os intervalos de manutenção mais longos no mercado de aeronaves com corredor único, com 10 mil horas de voo para atividades básicas de manutenção e sem limite de calendário para operações típicas do E-Jet. Isso significa 15 dias a mais para a utilização da aeronave em um período de dez anos, comparado à atual geração de E-Jets.

O E195-E2 apresenta novos motores de alto desempenho, asas completamente novas, fly-by-wire completo e um novo trem de pouso. Em comparação com a primeira geração do E195, 75% dos sistemas da aeronave são novos. O E195-E2 tem três fileiras adicionais de assentos. A cabine pode ser configurada com 120 assentos em duas classes ou até 146 em classe única.

Esta primeira aeronave fará a rota Campinas - Brasília a partir de outubro deste ano. Até 2022 todos os E1 terão sido substituídos pelos E2.

A Embraer e a Azul também assinaram um contrato de longo prazo para um programa de suporte de peças reparáveis à nova frota da companhia aérea de jatos E195-E2. A Azul aderiu ao Programa de Pool de serviços da Embraer em dezembro de 2008, quando começou a operar os E-Jets da primeira geração, e mais recentemente ao Programa de Gestão de Manutenção. Com este novo contrato de suporte, a companhia aérea passa a ter cobertura para toda a sua frota de jatos Embraer.

(Fotos: João Tilki)

0 comentários:

Postar um comentário