Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified
Russian Portuguese English French
German Spain Italian Dutch
quinta-feira, 7 de maio de 2020

PostHeaderIcon Governo Federal e LATAM começam a trazer ao Brasil carga de 240 milhões de máscaras

O primeiro lote das 240 milhões de máscaras, adquiridas pelo Governo Federal para combater a Covid-19, chegou ao Brasil na noite de ontem (6). O Boeing 787-9 do Grupo LATAM Airlines, fretado pelo Ministério da Infraestrutura, pousou no Aeroporto Internacional de Guarulhos/SP às 19h10, trazendo 2,2 mil caixas de máscaras cirúrgicas de três camadas, totalizando 4,4 milhões de unidades. Foi o primeiro dos 42 voos contratados pelo MInfra junto à LATAM para transportar as 960 toneladas de máscaras cirúrgicas e N95 compradas pelo Ministério da Saúde. Os equipamentos de proteção individual (EPIs) serão distribuídos às 27 unidades da federação.

A aeronave da LATAM Airlines Chile decolou de Shanghai (China) na terça-feira (5), carregada com cerca de 25 toneladas, fazendo escalas em Auckland (Nova Zelândia) e Santiago (Chile) antes de chegar ao Brasil. Os equipamentos foram levados para a central de distribuição do Ministério da Saúde, em Guarulhos, e de lá seguirão para os estados. “Estamos dando atenção especial a essa grande operação para garantir a chegada dos equipamentos às unidades de saúde e aos profissionais nos estados”, disse o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

“Com esta importante parceria reafirmamos nosso compromisso em prol da saúde dos brasileiros e dos profissionais de saúde que estão combatendo o vírus em nosso país. É uma satisfação para a LATAM Cargo poder fazer nossa parte e colaborar com as autoridades brasileiras para enfrentarmos juntos esta crise de saúde mundial” comenta Diogo Elias, diretor da LATAM Cargo Brasil.

Para auxiliar no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, o Ministério da Infraestrutura desenvolveu um plano de logística e distribuição, em apoio ao Ministério da Saúde. O plano nacional abrange ações para garantir agilidade no transporte do material importado, no desembaraço aduaneiro nos aeroportos e na distribuição dos equipamentos nos estados.

Além dos 42 voos que serão fretados pelo governo, a Americanas vai custear o transporte de 15 milhões de máscaras, que são parte da carga do Ministério da Saúde, em duas aeronaves. O apoio da iniciativa privada também tem ocorrido por parte de outras empresas como a Vale, que está doando 5 milhões de kits de testes rápidos e 15,8 milhões de EPIs ao Governo Federal.

0 comentários:

Postar um comentário