Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified
Russian Portuguese English French
German Spain Italian Dutch
sábado, 20 de junho de 2020

PostHeaderIcon Leonardo obtém sucesso no mercado francês de EMS com seu AW109 Trekker

A Leonardo anunciou que o helicóptero leve bimotor AW109 Trekker foi escolhido como o novo helicóptero para apoiar as operações do Serviço Médico de Emergência (EMS) do Hospital Rouen, na Normandia, França. Espera-se que uma aeronave, com um interior EMS especialmente personalizado, seja entregue até o final de 2020 a partir da linha de montagem final Vergiate da Leonardo na Itália, e a aeronave será operada pela SAF Hélicoptères.

A oferta baseada no AW109 Trekker da SAF Hélicoptères foi selecionada após um processo de licitação completo e rigoroso, superando os tipos concorrentes. A adjudicação do contrato marca a entrada deste modelo de helicóptero gêmeo leve Leonardo no mercado francês de helicópteros civis e segue o sucesso das tarefas AW109 Power e Grand para EMS no país. Essa conquista também expande o número de clientes comerciais franceses que usam helicópteros Leonardo, como as séries AW109, AW169 e AW139, para uma série de funções, incluindo EMS e transporte corporativo / VIP. O Trekker AW109 é o ajuste perfeito para atender a outros requisitos de EMS na França no futuro.

Tristan Serretta, CEO da SAF Hélicoptères, disse: “Estamos orgulhosos de ser o futuro fornecedor de serviços de helicóptero EMS do Hospital Rouen. Como operador de helicóptero, estamos sempre buscando propor soluções economicamente viáveis ​​de alta qualidade para nossos clientes. A equipe aqui está animada para introduzir o Leonardo AW109 Trekker na frota da SAF. A região se beneficiará de nossa sólida experiência e experiência em HEMS, combinadas com as capacidades excepcionais em termos de interior do EMS, desempenho, aviônicos avançados, padrões de segurança do Trekker. Estamos ansiosos para iniciar operações de apoio à comunidade local.”

0 comentários:

Postar um comentário