Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified
Russian Portuguese English French
German Spain Italian Dutch
domingo, 3 de dezembro de 2017

PostHeaderIcon Satélite PAZ a caminho de sua base de lançamento

O satélite de radar de alta resolução PAZ de observação da Terra, que se destina principalmente a atender às necessidades de vigilância civil e a cobrir muitas aplicações diferentes como defesa e segurança, se despedirá da Espanha. Ele será enviado neste mês de dezembro ao seu local de lançamento na Base da Força Aérea Americana de Vandenberg, Califórnia.


A Airbus e a Hisdesat, a operadora espanhola de satélites governamentais, anunciam que o lançamento do satélite PAZ ocorrerá na última semana de janeiro. Desde a sua conclusão em 2015, a Airbus mantem o satélite em suas salas esterilizadas em Barajas, Madri, pronto para ser lançado no curto prazo. “Tivemos que estar constantemente preparados, porque poderíamos receber uma luz verde a qualquer momento”, disse José Guillamón, diretor da Airbus Space Systems na Espanha. A estreita cooperação entre a Airbus como contratada principal e a Hisdesat como proprietária e operadora do satélite foi um fator chave para chegar com sucesso às etapas finais.

O satélite PAZ está equipado com um avançado instrumento de radar projetado para ter alta flexibilidade e a capacidade de operar em vários modos, permitindo a escolha de várias configurações diferentes de imagem. Ele poderá gerar imagens com resolução de até 25 cm, dia e noite e independentemente das condições meteorológicas. Projetado para uma missão de cinco anos e meio, o PAZ percorrerá 15 vezes por dia a sua órbita em torno da Terra, cobrindo uma área de mais de 300 mil quilômetros quadrados de uma altitude de 514 quilômetros e a uma velocidade de sete quilômetros por segundo. Em sua órbita inclinada quase polar, o PAZ cobrirá o mundo inteiro em 24 horas, atendendo às necessidades governamentais e comerciais.

O PAZ também possui um sofisticado Sistema de Identificação Automática (AIS), que combina simultaneamente pela primeira vez os sinais AIS de embarcações e as imagens do SAR (Radar de Abertura Sintética), aumentando as capacidades de monitoramento do domínio marítimo em todo o mundo. Também será equipado com uma experiência de Rádio Ocultação e Precipitação Pesada (ROHP) do Instituto de Ciências Espaciais do Conselho Superior de Pesquisas Científicas (ICE-CSIC). Pela primeira vez, as medições de Ocultações de Rádio do GNSS (Sistema de Navegação Global do Satélite) serão realizadas em duas polarizações, para explorar as capacidades potenciais da ocultação de polarimetria para detectar e quantificar eventos de precipitação pesada.

A Airbus Espanha, como contratada principal do programa, liderou uma equipe de 18 empresas europeias. A indústria espacial espanhola esteve fortemente envolvida no desenvolvimento do sensor ativo avançado com tecnologia SAR. Desde o início do programa, o satélite PAZ tem gerado benefícios significativos para as empresas espaciais espanholas envolvidas, permitindo que elas desenvolvam novas capacidades para aumentar sua competitividade no mercado espacial global. “O programa PAZ já é uma história de sucesso para o desenvolvimento industrial da Espanha, disse Miguel Ángel Panduro, Diretor da Hisdesat. “Ele criou centenas de empregos qualificados ao longo dos anos e estimulou as atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação na Espanha”.

Uma vez no espaço, o PAZ percorrerá a mesma órbita que os satélites de radar TerraSAR-X e TanDEM-X. Eles serão operados como uma constelação de satélites SAR de muito alta resolução. O acréscimo deste terceiro satélite reduzirá o tempo de revisita e aumentará a capacidade de aquisição, proporcionando benefícios subsequentes a várias aplicações. Todos os três satélites apresentam faixas de terra e modos de aquisição idênticos. A nova configuração será explorada conjuntamente pela Hisdesat e pela Airbus.

A constelação SAR expandirá os já amplos serviços de constelação da Airbus, que também incluem os satélites ópticos SPOT 6/7, Pléiades 1A e 1B e a Constelação de Monitoramento de Desastres (DMC). O PAZ, o primeiro satélite espanhol de observação da Terra, também contribuirá para o Copernicus, o Programa Europeu de Monitoramento Global do Meio Ambiente e Segurança.


0 comentários:

Postar um comentário