Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified
Russian Portuguese English French
German Spain Italian Dutch
sábado, 29 de setembro de 2018

PostHeaderIcon USAF escolhe aeronave de treinamento T-X da Saab e Boeing

A Força Aérea dos Estados Unidos firmou um contrato de US$9,2 bilhões com a Boeing para o desenvolvimento de um novo e avançado sistema de treinamento que vai ajudar na capacitação de pilotos de caças e bombardeiros no futuro. A Boeing é a principal contratada designada para o Programa de Treinamento Avançado de Pilotos e a Saab é parceira de compartilhamento de risco da Boeing no desenvolvimento da aeronave T-X. Nesta fase, a Saab não recebeu um pedido da Boeing.

“Essa escolha permite que ambas as empresas cumpram um compromisso assumido há quase cinco anos”, diz Håkan Buskhe, presidente e CEO da Saab. "Trata-se de uma grande conquista para a nossa parceria com a Boeing e nossa equipe conjunta. Estou ansioso para entregar a primeira aeronave de treinamento para a Força Aérea dos Estados Unidos”.

"O anúncio de hoje é o ponto alto de anos de foco incansável da equipe da Boeing e da Saab", diz Leanne Caret, presidente e CEO da Boeing Defense, Space & Security. “Este é um resultado direto de nosso investimento conjunto no desenvolvimento de um sistema centrado nos requisitos exclusivos da Força Aérea dos Estados Unidos. Esperamos que o T-X seja um programa de franquias que se perpetue por longa data”.

O contrato inicial de US$ 813 milhões com a Boeing cobre o desenvolvimento de engenharia e manufatura (EMD, da sigla em inglês) das cinco primeiras aeronaves e sete simuladores. A Saab e a Boeing projetaram, desenvolveram e testaram, em voo, dois jatos totalmente novos e específicos – comprovando o design e a reprodutibilidade do sistema em capacidade de fabricação e treinamento.
A Boeing também foi liberada para iniciar o contato com seus fornecedores, incluindo a Saab. Mais de 90% das ofertas da Boeing serão feitas nos Estados Unidos, sustentando mais de 17.000 empregos em 34 estados.

0 comentários:

Postar um comentário