Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified
Russian Portuguese English French
German Spain Italian Dutch
sexta-feira, 21 de junho de 2019

PostHeaderIcon Airbus registra forte demanda por suas novas aeronaves comerciais e produtos complementares

Durante a edição de 2019 do Paris Air Show, a Airbus conquistou novos negócios para 363 aeronaves comerciais, sendo 149 pedidos e 214 compromissos. Além disso, companhias aéreas e clientes de leasing também converteram 352 pedidos existentes de aeronaves (majoritariamente de aeronaves de corredor único A320 até aeronaves mais largas, como o A321neo e também o novo A321XLR). Esses números são um reflexo claro do sucesso da estratégia da Airbus de oferecer aeronaves com maior alcance aos clientes desse segmento. A feira também trouxe sucessos também para o A220, que conquistou novos pedidos para 85 aeronaves e para o A330neo, de fuselagem larga, que rendeu à Airbus pedidos e compromissos para 24 aeronaves novas.

A estrela da feira foi claramente o novo A321XLR, o novo modelo que representa a evolução do A321LR. O XLR é a aeronave de corredor único mais eficiente e com maior alcance do mundo e permitirá que as companhias aéreas que operam nesse segmento tenham acesso a mercados que exigem ainda mais alcance e capacidade de carga. No total, foram recebidos 48 pedidos desse último modelo, além de compromissos para outras 79 aeronaves e 99 conversões do A321 para o XLR. Esses negócios foram fechados com uma variedade de clientes do mundo todo.

Na categoria de fuselagem larga, o novo A330neo, deu continuidade à boa receptividade que obteve do mercado e conquistou negócios adicionais de clientes como Cebu Pacific e Virgin Atlantic. O aumento de vendas em Le Bourget foi especialmente alto para o A220.

Além disso, a Airbus Services demonstrou como está aprimorando seus serviços tradicionais nas áreas de manutenção, treinamento, operações de voo e upgrades, fazendo uso da plataforma Skywise da Airbus, bem como de outras novas tecnologias.


0 comentários:

Postar um comentário